18/12/2018

Empresário investe em energia solar no Tocantins

Restaurante Dom Vergílio instala o maior projeto de energia solar On Grid (conectada à rede da concessionária) do estado com 578 módulos fotovoltaicos

A geração de energia solar no Brasil cresceu mais de 100% no último ano, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). O Estado do Tocantins possui um enorme potencial de irradiação solar e o governo tem estimulado consumidores de todos os segmentos a instalem sistemas fotovoltaicos ligados à rede da concessionária, uma energia limpa e renovável.

Recentemente, o governo do Tocantins decretou a Lei n°3.179/2017 e decretos 2.912 e 5.338, com o objetivo de aproveitar o potencial energético do Tocantins e racionalizar a entrega de energia elétrica entre os moradores, incentivando o desenvolvimento tecnológico e a geração de energia solar e térmica no estado, além da isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A prefeitura de Palmas criou o Programa Palmas Solar, com desconto de até 80% do IPTU (por até 05 anos), Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) para empresas que instalarem módulos fotovoltaicos.

Segundo Jânio Washington, diretor de desenvolvimento sustentável da Secretaria de Estado e Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), “Queremos que o Tocantins seja um referencial de geração energia solar no país. Para isso, foram criadas várias medidas que incentivem a geração de energia solar tanto na área urbana quanto rural”.

O empresário Vladimir Bottin, sócio proprietário do Restaurante Dom Vergílio de Palmas (TO), instalou 578 painéis fotovoltaicos, totalizando 190.74 kWp de energia solar. “A instalação precisou ser distribuída em locais distintos, tanto no restaurante quanto no galpão do empresário, devido à quantidade de placas.”, relata Paulo Henrique Campos, coordenador de negócios da DCCO, empresa fornecedora da solução em energia solar.

O sistema fotovoltaico instalado irá gerar 285.700 kWh de energia elétrica, com economia média anual de R$242.000,00 na conta de energia do restaurante. “A economia gerada com a instalação do projeto solar foi de cerca de 90% da conta de luz, que estará livre de reajustes. É um investimento que se paga ao longo dos anos e, levando em conta a durabilidade de mais de 25 anos dos painéis, é algo bem rentável.”, ressalta Vladimir Bottin.

Segundo a DCCO, o prazo médio para aprovação e vistoria de um projeto de energia solar na Energisa, concessionária do Tocantins, é de 30 a 45 dias. “O novo sistema digital de análise de projetos (AWGPE) é digital e de fácil acesso. E a Energisa se mostra bastante eficiente e acessível em todos os processos.”, ressalta Guilherme Lobo, engenheiro eletricista da DCCO, responsável pela obra na Dom Vergílio.

Energia Solar Tocantins - TO

Últimas notícias

04

06

DCCO Rental realiza locação de geradores para

Leia Mais
28

05

DCCO instala energia solar no Helicenter Flam

Leia Mais
14

05

Supermercado Campelo tem energia de geradores

Leia Mais
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok